Mothern - Manual da Mãe Moderna

Para comprar o livro
Mothern - Manual da Mãe Moderna:
Matrix Editora
Saraiva
Fnac
Siciliano
Submarino

As 500 melhores coisas de ser mãe

Para comprar o livro
As 500 melhores coisas de ser mãe:
Matrix Editora
Saraiva
Siciliano
Submarino

Mothern no GNT
Para assistir ao programa no GNT:

Terceira temporada
Domingo 03:33
Domingo 17:02
Terça 23:31
Quarta 14:00
Quinta 11:00

Leia e deixe seu recado
Leia e deixe o seu recado

Leia Também
Nossa primeira blogada.
Mothern. Vale a pena ser uma?
A Verdade.
Restaurante com crianças: mantendo a finesse.
Tchau, cocô!
Meu blog, meu filho.
Programas de curumim.
Porque contratar uma mothern.
Abomináveis.
O novo pai.
Unha é útil!
Primeiro Quiz Mothern.
Os piores pais.
Susi Foda.
Meu marido e sua performance.
Manual de convivência com amigas motherns.
Manual de convivência com amigos sem filhos.
A saga da escolha de uma escolinha.
Comendo os convidados.
Cabeleireira por um dia.
Marquinho,o sedutor de menores.
A teoria dos inversos proporcionais.
De mudança.
O que são 2 anos, afinal?
Matemática motherna.
No embalo das cólicas.
Chupeta no lixo.
Post-preguiça-descontrol.
Arquitetura motherna I (banheiros públicos).
Arquiteturamotherna II (hotelaria).
Aunião duradoura.
O comercial que não vale um Danoninho.
Laura, versão 3.3.
Boanoite, Cinderella.
O brinquedo abominável.
Mais lenha para a Borralheira.
Técnicas avançadas de alimentação infantil.
A bolsa mothern.
Cólica ou refluxo?
Só no sapatinho.
Tecnologia a (des)serviço da mothern.
A mascote.
Operação brinco.
De começos e outras dores.
Mau-humor é uma merda.
"Diga-me o que ledes..."
Feira motherna.
O Homem-Banguela.
Organizações Mothern.
Nana neném.
Por quê?!
O poder persuasivo do choro.
Serviço de branco.
A arte de enganar crianças.
Manual Mothern de Sobrevivência I - Reunião de pais.
"...é tarde, é tarde, é tarde."
Manual Mothern de Sobrevivência II - Festinha de Aniversário.
Chove,chuva
Voce sabe que está envelhecendo...
Manual Mothern de Sobrevivência III- Viagem de carro.
A mãe de 30.
Poesia para Dedé.
Rosa, a cor suprema.
Não é a mamãe!
A menina de tres.
Síndrome da Proximidade das Férias.
O verão para as grávidas.
Hey, mister DJ!
A comida ambulante.
Babáou escolinha?
Cagada no clube.
Deupositivo. E agora?
SociologiaMotherna
Para entender as mães.
A Fal e os livros.
O segundo filho.
Muito além da Susi.
O dia da posse.
Koan
Truques bizarros para adormecer crianças.
Porque não ver o filme da Xuxa.
Para entender as mães II.
Ligada ou desligada?
Diálogo motherno.
Condicional.
Festa de 1 ano.
O resguardo.
Fimde caso.
Para os 10 anos do menino.
Não-post.
Todos os nomes da coisa.
Ensinando a pedalar.
Recaída.
Um post de carnaval.
Desejo de grávida.
A arte de receber com crianças em casa.
XY.
Manual de convivência com amigos sem blogs.
Diálogos do casamento I.
Paras empre.
Diálogos do casamento II.
Hai Kai da Alice.
Manual de Convivência com Amigos Blogueiros.
A mãe-adolescente.
Pânico I - a mancha.
Drops Kids.
Talk Sex with Flávia Johanson.
Artigos de luxo para a infância do séc. XXI.
Abril.
De quem é o meu peito?
Técnicas de escovação dental infantil.
20 dicas para o Dia das Mães.
A mãe lesada.
Guia de Sobrevivência Mothern IV - Viagens de trem.
Mulheres Admiráveis I.
A mãe criança.
3 dicas rápidas para o banho do seu filho.
O menino nota 10.
Pequenos prazeres femininos I.
E assim se passaram 3 anos.
Flagrante de uma não-mothern.
Chatos convictos.
A menina que vive num musical.
Educação sonora.
Clube da Luta.
Mamãe é uma festa.
Sexta-feira, Clarice e algo mais.
Carta aberta ao presidente da CBF.
Guilherme Augusto Araújo Fernandes.
Dia de sol. Noite sem luz.
Elogio ao não.
As flores do bem.
Na verdade.
Chá de bonecas.
Passou, passou.
Poema da Fal para a Nina.
Ô Cridê!!!
Na feira com a Helô.
It's okay.
Pensando bem.
Primeiro Glossário Mothern.
A mãe superintendente.
Rimando.
Bloody sunday.
No elevador com a Moema.
The Great Fashion Disaster.
Escravizados por um ursinho azul.
A Outra.
O pai que não ajuda.
ARTI ou o Artesanato Reciclado Tosco Infantil.
Viajando sozinho(a).
É possível, sim.
Filha de peixe...
A mulher que se apaixonou pelos peixes.
Tody, o cão emprestado.
Dá pra ser.
Mulheres admiráveis - II.
Viajando com a Zara.
Dicionário Bernardês-Português (por Pedro Vittiello).
A Arca de Laura.
Racionamento.
Manual Mothern de Sobrevivência V – Organização de festas infantis.
O homem de 40.
Não tem comparação.
Eu, não.
Asilo GrandMotherns.
A incrível receita salvadora do Leite de Cereais.
Minha professora Geralda.
A Síndrome do Sapo Cantor.
TPM ou Como aproveitar um dia de fúria.
Não estamos grávidas.
Coca-cola é isso aí.
Economia motherna I – Produtos genéricos.
Os shows da vida.
Unplug and play.
Carol é vítima da moda dos outros.
A criança indobrável.
Manual de sobrevivência Mothern VI – Férias escolares.
Disney, sempre assim.
Estive na Bahia e antes não tivesse me lembrado de você.
Pequena advertência Mothern.
Então é Natal.
Matrioshka.
Fim de ano na moita.
Tomé, quem?!
Má-mãe ou A culpa também é uma merda.
Alê e o brinquedo de castigo.


Escreva sua opinião, comentário, sugestão etc.

motherns@hotmail.com


Outros Blogs
alice
afrodite
ask the dust
a teus pés
bloggete
blowg
brazileira preta
colega
copy & paste
daniel galera
daniel pellizzari
delicias cremosas
drops da fal
enigmatic mermaid
el latin lover
fel
fezoca's blurbs
gente
full giu
heranças
historias, estorias e afins
interney
internetc.
kaleidoscopio
lado b
lets blogar
luisa
malgardee
mario av
marketing hacker
moshi moshi
mosteiro virtual
mui gats
mulherzinha
mundoperfeito
nadas
oba fofia
o relicário
plenamente
rendição
síntesedas antíteses
speed log
sub rosa
the obvious?
wumanity
zamorim
zel


Alguns Sites
02 neuronio
adbusters
baderna
clube do bebe
corre cotia
palavra cantada
tpm


Jabá dos Maridos
Ki-Aikidô
Massive Reggae


Foto das Motherns
Márcia Charnizon


Blog Design
Laura Guimarães


Programação
Giuliana Xavier


Arquivos


ATOM FEED



This page is powered by Blogger.
 

30.1.03:::
 

Mães também precisam de colo.

: : Ju : :


2:57 PM

29.1.03:::
 

O nome dela é rosa pomar. O sotaque é delicioso. Ela está grávida e posta imagens lindas. Ela tem um traço moderninho e fez um caderno de viagem quando morou em New York. Como é bom bisbilhotar a vida dos outros...

: : Laura : :


2:41 PM

28.1.03:::
 

O post que estava aqui em breve estará no livro Mothern - Manual da Mãe Moderna.


10:41 PM

 

Ju, o koan da Alice tá no Gravatá!


10:06 AM

27.1.03:::
 

Enquete:

"Qual o lugar mais inusitado em que você trocou uma fralda?"

(A Lu perguntou, a gente adorou, agora responde aí, vai!)



9:06 AM

26.1.03:::
 

_Nina, fica quieta pra eu cortar a sua unha!
_Aaai, mãe, assim você tá amassando o meu som!
_ Som???
_É, esse osso do braço.
rádio, Nina.
_Ah, é.

: : Laura : :


6:24 PM

 

Na virada do ano, fomos para Brasília e meus pais gentilmente nos cederam o apartamento. Ontem minha mãe escreveu:

agora, quando as pessoas estão começando a voltar a rotina, uma das tenistas reclamou que não tinha ninguém para jogar e eu disse que estava aqui o tempo todo, por que ela não me telefonou. ela disse que telefonou, sim, mas que atendeu uma senhorita que disse: "minha vó não mora mais aqui. a casa ficou muito cheia de gente e não coube ela." aí minha amiga perguntou se dava pra falar com comigo (onde eu estava) e a figurinha disse que não dava. rararaá. na bolsa de apostas, a maioria acha que quem atendeu foi gabriela. e vc?

Mãe, é claro que foi a Gabi. Nisso é que dá.

: : Laura : :


6:20 PM

24.1.03:::
 

A DR em tempos de Lula:
_Você não está sendo companheira.

Sim, eu mereço.
: : Laura : :


10:43 AM

 

Versão da Angela, carioca:

ontem calor
hoje calor
o Rio, janeiro


10:36 AM

 

Ontem sol.
Hoje sol.
Belo horizonte.

: : Laura : :


8:17 AM

23.1.03:::
 

(...)esse negócio de gravidez é como uma grande tpm de nove meses.

Boa, Clarah. Ou Camila, sei lá.

: : Laura : :


11:08 PM

 

Atenção:

De hoje a terça, todos os olhos voltados para Porto Alegre.
É hora de debater alternativas para construir uma globalização solidária, que respeite os direitos humanos universais, bem como os de todos os cidadãos e cidadãs em todas as nações e o meio ambiente, apoiada em sistemas e instituições internacionais democráticos a serviço da justiça social, da igualdade e da soberania dos povos.
Pode haver causa mais justa?!

: : Ju : :


10:35 AM

22.1.03:::
 

Férias I

_Mãe, hoje eu quero passear.
_Aonde você quer ir, meu amor?
_Pra um lugar que tenha neve.
_Ah, tá.


Férias II

Hoje fomos ver os Thornberries no cinema. Bem legal. Um dos personagens é o Darwin, chimpanzé agitadinho e tagarela. Gabriela ganhou novo apelido.


Fim-de-semana I

I can't seem to handle the pressure this weekend. I think I'll change my name... to Daddy.

Roubei da Cyborg Mommy. Prestem atenção ‘a coluna de links da moça. Muito bons.


Fim-de-semana II

Você na poltrona. Chega uma menininha, sobe no colo e te enche de beijos. Vem a outra e tenta subir também, te abraçando. Elas disputam espaço, o colo não é tão grande. Uma empurra a outra. Uma geme, a outra grita. Uma chora. Sobram cotovelos e joelhos para você. Sua barriga, suas coxas e ouvidos sofrem. Você se desvencilha e sai gritando, de braços para cima:
_Socorro, é o ataque das Filhas Pegajosas!!!
As irmãs amigas se unem contra você e saem correndo atrás, rindo muito. O duro agora é conseguir parar a brincadeira e voltar para a sua poltrona.

: : Laura : :



8:28 PM

21.1.03:::
 

Condicional

Sabe esses dias em que você pensa que a sua vida poderia ser diferente? Não? Pois eu tenho isso. 'As vezes. E aposto que até a Madonna já pensou assim. Quando você é mãe, isto é, uma pessoa que tomou uma decisão para o resto da vida, podem surgir questões do tipo:

. se eu não tivesse tido filhos, será que eu estaria descontrol para tê-los rapidamente, na corrida contra o tempo?
. eu já teria conhecido Roma, Berlim ou Tóquio?
. estaria eu hoje com o mesmo homem?
. eu teria virado gay?
. eu teria um jipinho cheio de adesivos?
. eu conheceria praias selvagens e distantes?
. eu seria um ser mais culto, com mais tempo para ler e estudar ao invés de cuidar de criança e escrever blog de mães?
. eu teria um blog assim mesmo? Sobre o que seria?
. eu me sentiria sozinha?
. eu já teria mestrado, doutorado e pós?
. eu seria diretora de criação de alguma agência?
. eu trabalharia muito mais? Ou muito menos?
. eu já teria me afundado no mundo das baladas e virado de vez uma criatura noturna?
. eu passaria tanto tempo sem dançar?
. eu entenderia de música eletrônica?
. meus peitos não teriam diminuído?
. eu teria roupas muito mais legais?
. eu ficaria feliz por passar domingos 'a toa?
. eu estaria 'a procura do príncipe encantado?
. eu moraria sozinha num loft, sem portas e sem medo de que as crianças caíssem do mezzanino fazendo ploft?
. eu teria recebido feliz um e.mail do Leo Jaime?
. eu teria recebido orgulhosa um e.mail do Arthur Omar?
. eu seria tão amiga da Ju?
. eu teria mais amigos? Ou menos?
. e será que eu ficaria me perguntando como seria a minha vida se tivesse tido filhos?

: : Laura : :


4:13 PM

 

Enquanto isso, na loja de brinquedos do meu bairro:

Menino de uns 9 anos, visual de skatista e um daqueles piões futuristas “BeyBlade” nas mãos:
- Olha, mãe, é isso que eu queria!

Mulher de bata indiana e longuíssimos cabelos negros, enquanto observa a embalagem:
- Me explica como é esse brinquedo, pra eu entender como ele funciona a nível energético...

O filho:
- Ah... é legal.

A mãe:
- Mas tem algum conflito, assim, entre o bem e o mal, essas coisas?

O filho:
- É... mais ou menos... o desenho é tipo aqueles do Digimón.

A mãe:
- Hum... e quanto custa?

: : Ju, observadora atenta da vasta fauna materna : :


2:01 PM

20.1.03:::
 

Piores momentos da vida motherna

1. Sair de casa depois de se desvencilhar de uma criança chorando que, com uma fita vermelha na mão, implora:
- Mamãe, como é que eu faço para te amarrar, para você não ir trabalhar e ficar comigo?!...

É... segunda-feira é foda!

: : Ju : :


1:21 PM

19.1.03:::
 

E a Mila deixou aqui no Livro de Visitas esse link com dicas para viagens com crianças pequenas.

: : Laura : :


11:20 AM

17.1.03:::
 

Uma contribuição superútil que a Valéria nos mandou por e.mail:

Ligada ou desligada?

Com 39 anos recém-feitos e grávida de 37 semanas da minha segunda filha, ando com aquela sensação de "dever cumprido" em relação à maternidade. Taí, tudo o que eu queria: duas filhas. É perfeito. Então veio a dúvida: encerrar ou não a carreira (não de mãe, porque essa nunca acaba) de procriadora?
De cesárea marcada, resolvi conversar com a médica sobre laqueadura de trompas.
Ela, maravilhosa, me disse algo difícil de esquecer: "eu faço, mas você vai ter que me convencer que quer mesmo".
Questãozinha difícil para as mulheres. Eu que sempre me orgulhei da minha fertilidade (foi só pensar em engravidar e pimba!) de repente não querer mais. Difícil também não pensar nas milhares de mulheres que simplesmente não conseguem...
Bem, isso sempre é muito pessoal, mas minha médica colocou uns pontos que, independente da minha história, podem ser comuns a muitas mulheres. Vale a pena pensar.

Porque fazer:

- Transar sem a preocupação de engravidar pode ser tão bom quanto quando vc transava adoidado querendo engravidar.

- Acaba pra sempre o aluguel de pílulas, DIUS, etc. (Só não esqueça que a camisinha, em alguns casos, é mais do que recomendada).

- Se vc é daquelas que adora bebês mas não curtiu muito os desconfortos da gravidez, pode pensar: ufa, agora eu realmente já passei por isso.

- Seu marido não precisa fazer vasectomia. É chato lembrar, mas ele pode ficar viúvo cedo. Ou querer começar uma nova família aos 75 anos.

- Se você vai fazer uma cesárea, é uma cirurgia só e uma recuperação só.

- Se você se arrepender, sempre pode adotar.


Porque não fazer:

- Fazer a laqueadura junto com a cesárea é sempre arriscado porque vc não sabe exatamente como está o bebê. Algumas cardiopatias por exemplo, só podem ser detectadas meses depois do nascimento. O primeiro ano de vida é fundamental para o bebê. E se acontecer o pior com ele, vc não vai ter outra chance.

- Vc também pode querer ter outra família, com outra pessoa. Possibilidade muito viável se vc está na faixa dos 20/30 anos.

- Em alguns casos, mulheres que fizerem laqueadura, tem um fluxo menstrual mais intenso e às vezes, irregular. Se vc era acostumada a ser toda reguladinha, vai estranhar.

- Um filho só é pouco. (Opinião bem pessoal, mas eu, como filha única, sempre achei que a vida poderia ter sido bem mais divertida se tivesse tido irmãos).

Valéria Portella.


: : Laura : :


11:45 AM

 

Hoje eu queria colo, ficar debaixo das cobertas e chorar baixinho. E ver um filme de bobeira inteligente. Não tive isso. Já levantei e já dei 4 aulas. Mas chegou uma menina aqui no atelier e me ofereceu um brigadeiro com granulado colorido, que ela fez hoje cedo, esperando a chuva passar. Tão doce e tão lindo de colorido que eu fiquei até feliz.

: : Laura : :


11:00 AM

 

Eu só queria que parasse de chover por aqui. Está difícil fazer gracinha desse jeito.

: : Laura : :


9:00 AM

15.1.03:::
 

Observe bem, caro leitor, porque você deve sempre acessar também o nosso Livro de Visitas:


5440  data: 2003-01-15
Ângela ( sem email / sem homepage) escreveu:

Da série idéias impublicáveis:
Pruquê a Grobo num faz um Big Mother?
Mães trancadas em uma casa com suas crias. Sem vídeos, cinemas, escolas, babás ou parquinhos.
Quem agüentar mais de 24 horas, ganha o prêmio!



5442  data: 2003-01-15
Patty ( sem email / sem homepage) escreveu:

Acho q eu vou ganhar!! Já vivo isto a 11 meses, ebaaaaaaaaaaaaa!
Agora, com companhia é outro papo!
Afeeeee!!


Hahahahahhahahahahaha!

: : Ju : :


4:04 PM

 

Ah, e já que eu falei sobre o lado zen do Ed, deixa eu fazer a propaganda completa:
o site da Sociedade de Ki de Belo Horizonte, onde ele é instrutor de Ki-Aikidô, está de cara nova.

: : Ju : :


2:22 PM

 

O pai pratica há tempos. A mãe é leitora e simpatizante do assunto. Mas quando uma especialista enxerga koans nos comentários da filha, os dois quase atingem o satori, de tanta corujice:

"Preste atenção nas crianças e seus porquês. Elas podem estar produzindo koans maravilhosos.

Este até poderia ser um koan, e ainda é divertido:

Ser mãe é...
Ser acordada às 4h20 da madrugada para responder questões inadiáveis, do tipo:

- Mamãe, como as baleias beijam?


Postado por mettazen 08:00"

: : Ju : :


11:19 AM

 

Algumas combinações soam perfeitas mas na verdade não o são. Por exemplo: não parece ótimo duas motherns fazerem uma reunião numa cybercervejaria (sic), longe dos filhos e dos maridos, com tudo ali, internet, álcool, caneta e bloquinho charmoso ‘a mão? Com planos de divulgação, novo layout, novos projetos, novos produtos, tudo de bom para você, leitor? Não, não. Depois do quarto chopp a coisa descamba para a uma navegação ao léu, recheada de comentários "ilustrativos". Devidamente ignorada a sugestão do garçon folgado, que dizia que a foto do blog devia ser de corpo inteiro, a produtiva reunião das viciadas termina com uma tentativa frustrada de instalar o messenger no PC do bar. Muito bom, Ju. Quando vai ser a próxima?

: : Laura : :


10:06 AM

14.1.03:::
 

Ué, cadê o blog do Edu K?
: : Laura : :


10:04 AM

 

Para quem foi adolescente nos anos 80: o blog do Leo Jaime , o do Roger e o do Edu K!

: : Laura : :


9:45 AM

13.1.03:::
 

"O mais incrível, nos nascimentos, é a euforia cega com que os pais encobrem o risco e a imponderabilidade do que acabaram de criar, a esperança com que o recebem e que os faz transformar em augúrio promissor a incapacidade de prever o futuro que ali se anuncia e a impotência de todas as medidas de precaução nesse sentido.
Se assim não fosse, é bem provável que o ser humano já tivesse desaparecido da face da Terra, pelas mãos de mães zelosas e assassinas."


Trecho de Nove Noites, o último lançamento do Bernardo Carvalho, meu autor favorito dessa nova geração.
(Precisa explicar por quê?)

: : Ju : :


4:30 PM

 

E não se esqueçam de dar os parabéns também para a , que fez aniversário ontem, junto com o Mothern.

Felicidades!

: : Ju : :


4:21 PM

12.1.03:::
 

O post que estava aqui em breve estará no livro Mothern - Manual da Mãe Moderna.


6:53 PM

10.1.03:::
 

E agora, um achado lindo da Patty.

(É, hoje eu tenho que reconhecer que o boteco concorrente tá bem animado...)

: : Ju : :


2:02 PM

 

Uma dica do Marcelo Belico para Mortícia Adams e outras motherns com um pezinho no punk:
Historietas Macabras de Ninar.

: : Ju : :


9:28 AM

9.1.03:::
 

Eu tenho muitos preconceitos. Falo mal da Sandy ou do Paulo Coelho sem ter tido um contato razoável com a obra destes artistas. Tentando reverter este defeito da minha personalidade, fui com as garotas assistir Xuxa e os Duendes II. Estava chovendo mesmo, e foi uma oportunidade ótima para conhecer Marcus, Vanessa, Helena e Heloísa. E, realmente, o filme não é tão ruim como dizem. Só fiquei sem entender algumas coisas:

. o porquê do roteiro ser tão mal feito que, até eu, uma pessoa adulta razoavelmente inteligente, cheguei ao meio do filme sem saber o que estava acontecendo
. por que o Luciano Jafiz mora com quatro crianças, trabalha e não tem uma babá
. por que a Xuxa riponga, aliás, Kira, diz que “devemos estar perto da natureza entre maçãs e duendes”, se pouquíssimos brasileiros já viram uma macieira na vida
. como eles conseguiram pôr a rainha das fadas, a múmia da Vera Fischer, tão feia, parecendo estar em negativo. Sua parceira, Zezé Motta, também está horrível
. por que, com raríssimas exceções, os mocinhos são loiros e os bandidos são morenos. Dã...
. por que eles não fizeram mais cenas com as bruxas, as melhores atrizes
. por que eles passam uns clipes toscos no meio do “filme”
. por que não mostram mais o lindo garoto que faz o Elfo.

Mas uma coisa eu entendi. É preciso ter merchandising para se fazer cinema brasileiro. Por isso existe uma cena completamente sem conexão com a “história”, em que as crianças comem biscoitos, falando dos sabores e mostrando que o recheio deixa a língua azul. Tudo muito natural.

Enfim. Fora isso, a cena preferida do Marcus foi a do casal (?) protagonista “se descobrindo”, num momento olho-no-olho digno de Oscar. A minha favorita foi aquela em que a Xuxa é apanhada por um gigante, à la King Kong, e se esquiva sem vontade, na verdade se aconchegando na mão peluda do monstro. Fantástico. Sexy até.

Muito legal, mas, não sei porque, acho que vou continuar não vendo e não gostando.

: : Laura : :


1:50 PM

8.1.03:::
 

Aí, grávidas e simpatizantes, olha que bonito isto aqui!

: : Ju : :


1:36 PM

7.1.03:::
 

Ôba! Ôba!
Mais uma a entrar para a turma!
Parabéns!
Um beijo doce e estalado bem na barriga.

: : Ju : :


2:12 PM

 

Ontem à noite, conversando com um pai de primeira viagem, ele comentou sobre “a tal voltinha de carro para fazer o neném dormir”.
Tsc, tsc... Alarme-roubada aceso.
Cuidado, amigos. As armadilhas da ma(pa)ternidade são muitas, mas, dentre todas, as piores, aquelas que vocês devem preferir se algemar à cama (humm...) antes de cair na tentação, são as da categoria:

Truques Bizarros para Adormecer Crianças

Eu entendo, eu entendo. Tudo começa com nosso velho conhecido, o Poder Persuasivo do Choro. E nada chora mais do que uma criança com sono, de maneira que a situação-limite é um prato-cheio para a criação de estratagemas bizarros, que, mais do que adormecer as crianças, escravizam totalmente os pais. Então, se algum dia você tiver uma das idéias abaixo na hora de tentar adormecer o seu bebê, desista enquanto é tempo:

. A voltinha de carro. Esse é o clássico dos clássicos. Observando como a criança apaga toda vez que é levada de carro para algum lugar, o pai (ou mãe) desesperado, num momento de sono-histérico-descontrol do filho, tem a fatídica idéia “e se a gente fosse dar uma voltinha de carro para ele dormir?”. Idéia que parece boa em princípio, principalmente porque funciona mesmo. Mas depois de alguns meses, quando você notar que seu filho agora só consegue dormir em trânsito, que seu gasto com gasolina aumentou e que trocar o pijama e tirar o carro da garagem toda noite é o porre dos porres, vai descobrir que bem mais difícil do que não inventar moda para fazer a criança dormir é tirar dela uma mania já instalada. Não caia nessa.

. Mão no peito da mãe. Começou assim: enquanto mamava num peito, a Alice usava a mãozinha de cima para ficar pegando no meu outro peito livre. E acabava dormindo. Na época, parecia um gesto bonitinho e terno. O problema é que a tal “mão no peito” virou a mania da hora de dormir e até hoje, 2 anos e 7 meses depois, é bater o sono e a primeira coisa que Alice faz é enfiar a mão dentro da minha roupa e falar em alto e bom som: “quero pegar no peito!”. Esteja em casa... ou esteja num restaurante, no meio de um casamento, em frente ao eletricista que veio consertar o chuveiro e outras milhares de situações constrangedoras pelas quais eu já passei por conta desse hábito bizarro. (Ah, e às vezes ainda tem o complemento “tá de sutiano, mãe? Tira que eu não gosto!”)

. Chupadas no braço do pai. Essa é dos anos 70 e minha mãe conta até hoje: depois que o filho nasceu, um colega de trabalho dela chegava com os braços marcados de chupões do ombro ao pulso. Era o filhinho que, tadinho, só dormia chupando os braços do pai! Outra prova de que uma das espécies mais irracionais do planeta é a dos pais-de-filhos-insones.

. Passo do Chopotó (contribuição da Fernanda). Consiste em pegar a criança no colo, imobilizada, com braços e pernas bem seguros pelos fortes braços do pai, e sair sacudindo o bebê, numa cadência específica, enquanto fala “chopotó, chopotó, chopotó”. Quando chega na extremidade do cômodo, vira-se bruscamente (uma volta de 180 graus) e continua-se o mesmo passinho, até o menino dormir.
O “Passo do Chopotó” é uma invenção do pai dela. Mas não tenham dúvidas: enquanto houver uma criança com sono no mundo, haverá mais coreografias sendo criadas do que as que Martha Graham dançou em toda sua vida.

Run, daddy, run!

: : Ju : :


11:36 AM

6.1.03:::
 

Hoje passou um videoclip (!) do abominável Metrô (aquele mesmo, o do balanço das horas) e eu cantei um trechinho. A Nina:
_Mãe, você conhece isso???

: : Laura, diretamente dos anos 80 para o mundo real : :


9:58 PM

 

A Rê manda e a gente divulga: Guia da fertilidade para futuras mamães.



9:54 PM

 

Ser mãe é...

Ser acordada às 4h20 da madrugada para responder questões inadiáveis, do tipo:
- Mamãe, como as baleias beijam?

: : Ju : :


12:53 PM

4.1.03:::
 

Outdoor em Brasília:

Ele começou como engraxate e hoje seu brilho ofusca a todos.
Uma homenagem da Sapataria Tal ao presidente Lula.

(É realmente incrível a capacidade criativa do ser humano.)
: : Laura : :


7:07 PM

3.1.03:::
 

Antítese.

Ah, voltar, voltar!
A verdade é que tão dura quanto a já famigerada Síndrome da Proximidade das Férias é o seu reverso, o Bloqueio Pós-Férias!

Sim, amigos, eu voltei, mas os problemas não acabaram.
(Doce ilusão de que isso um dia aconteça!)
O stress foi embora; o mau humor eu nem me lembro mais por que motivo era; a tradicional brancura mineira deu lugar a um leve e simpático bronzeado... mas os novos sintomas neurotizantes já são claramente identificáveis, configurando-se então um quadro clássico de BPF:

. Totalmente desestressada, acabei ficando meio lerda. Para se ter uma idéia, devo ter gasto uns 15 minutos olhando para o teto, com expressão vagamente abobada, só para me lembrar da palavra que dá nome a este post. Ela simplesmente não vinha.
. Minhas férias terminaram ontem, mas eu não consegui colocar nenhum post novo aqui... porque eu não consegui pensar em nada para escrever.
. Aliás, devo confessar que pensei em algumas coisas. Entre elas estava um post com o título “Minhas Férias”(!!!!)
. Estou morrendo de saudade da minha blog-sócia, mas ainda não consegui redigir um e.mail decente para ela, porque tive um bloqueio na hora de confessar que estava (estou – não sei se estou sendo clara, mas o problema é real e atual) com bloqueio.
. Descobri que temos uma linda e simpática nova leitora, mas não consegui comentar nada no blog dela de uma forma que não me parecesse totalmente idiota.
. Comecei a ter inveja de posts alheios. E quanto mais posts espirituosos e bem-redigidos eu encontro por aí (putz, as pessoas andaram especialmente inspiradas em dezembro, heim?!), mais bloqueada eu me sinto!
. De cada 476 “por quês” que minha filha fala (por hora), cerca de 200 estão recebendo a resposta “porque sim”. Os restantes eu respondo com “porque não”.

Se é uma fase, eu espero sinceramente que passe logo. De preferência antes que as férias da chefe acabem também, já que no trabalho o bloqueio se repete. Aqui pelo menos eu consegui enrolar vocês com este post-desabafo. Tá certo que ele saiu totalmente da “linha editoral” do blog. Mas vocês não vão querer cobrar “coerência com a linha editorial” de uma pessoa com Bloqueio, né?!

(Feliz 2003 para todos!)

: : Ju, a bloqueada : :


6:30 PM

2.1.03:::
 

Posse de presidente com crianças

Você votou no cara, seus pais te convidaram, você tem amigos na cidade e resolve ir à capital federal para o evento histórico. Bom, é pouco provável que haja outra festa assim, mas, se houver, preste atenção:

.os menores de 3 anos, com pouca autonomia para caminhadas, devem ficar em casa.

.dê de comer e beber às crianças antes de sair e recomende um longo xixi. As barraquinhas de comida não chegam a todos os lugares da esplanada e os produtos podem ser meio trash.

.explique o significado daquilo tudo. A posse do presidente não deve ser confundida com o show da Sandy.

.não dê ouvidos ao presidente eleito que pediu que as pessoas fossem de verde-amarelo. Ele devia ter avisado antes de você arrumar as malas. E, além do mais, até a mulher dele foi de vermelho.

.não vá baranga só porque a festa é popular. Popular, sim, mas cheia de gente bacana também.

.leve capa de chuva e chapéu para os pequenos. A capital mais seca do país não escapa da chuva em dezembro.

.o celular é um ótimo acessório para estas situações, para você se encontrar com os amigos. Leve binóculo também.

.não desgrude do seu filho e escreva no braço dele o número do seu celular, para o caso dele se perder (toc toc toc na madeira) e for encontrado por uma boa alma com telefone.

.grave, tire fotos. Seus filhos vão gostar de ter este documento, mesmo que achem isso tudo uma bobagem em 2020.

.não prometa aos seus filhos que eles vão conseguir ver o astro da festa. Se isso não rolar, a decepção é menor.

.se seus pais forem maravilhosos e se dispuserem a voltar para casa com as crianças que já estão cansadas, aceite. Aí, sim, você pode relaxar, beber alguma coisa, conversar com as pessoas ou se infiltrar na multidão.

.se você é alta, parabéns. Os altos se dão bem nos ajuntamentos de gente. Mas se você for do tipo mascote, pense no lado bom: você pode ser carregada nos ombros pelo marido e ver o presidente!

.de vez em quando, sente-se na grama para descansar e assista pelo telão. A tecnologia serve para isso.

.não se reprima, não é hora de ser cool. Grite, assovie, chore, cante o hino nacional. Você esperou muito por isso e, afinal, está no lugar certo para pagar mico.

.por último, o mais importante: mesmo se você tiver um pé na África e o maior orgulho disso, mesmo que você tenha gostado do ministério nagô, mesmo se o tempo estiver variando entre o nublado, o chuvoso e o quase sol, nunca, mas nunca mesmo, se esqueça de passar filtro solar. Ou você e o seu marido correm o risco de passar o dia seguinte sem se tocar, com o nariz de Bozo brilhando, com a cor do PT.

: : Laura : :


4:20 PM